Curiosidades Sobre a flauta doce

A flauta doce é o membro mais desenvolvido da antiga família das flautas de tubo, e primeiramente era um instrumento torneado em madeira. As nossas fontes de informação sobre essa história são gravuras em madeira ou pedra, desenhos em manuscritos e referências aos instrumentos encontrados em antigas literaturas.

O instrumento mais antigo e completo que ainda existe é a flauta doce de Dordrecht, datada de meados do século XIII. Esta "flauta doce medieval" é caracterizada obviamente por seu corpo estreito e cilíndrico.

 

Durante o século XV, fabricantes de instrumentos começaram a produzir conjuntos de flautas doces e outros instrumentos em diferentes tamanhos. A flauta doce desenvolvida neste período foi a " flauta da renascença ", que alcançou seu apogeu em meados do século XVI.

 

Durante o século XVII, a flauta doce foi completamente redesenhada para uso como instrumento solo. Era feita para produzir sons com boa intensidade, ter um tom cheio e penetrante, e grande poder de expressividade.

 

Muitos esplêndidos exemplos originais de tais instrumentos sobrevivem hoje em condições de uso. Estas flautas doces barrocas são feitas admiravelmente para o desempenho da música de câmara e concerto. Nesta forma, a flauta doce sobreviveu até mais tarde como um instrumento profissional no século XVIII e como um instrumento amador de algum modo no século XIX, até que foi temporariamente eclipsada pela flauta transversal.

 

Flauta doce barroca

 

Durante um século e meio, a flauta doce constou somente na história dos instrumentos musicais. Por volta do final do século XIX, alguns músicos, através de suas pesquisas em música antiga e instrumentos, voltaram a ter contato com a família das flautas doces. Foram reunidas coleções de instrumentos antigos de grandes museus, e pelo interesse crescente em música pré–clássica, ajudou–se a produzir um clima no qual a flauta doce pôde florescer novamente.

Mas foi um inglês chamado Arnold Dolmetsch (1858–1940) que concluiu que a flauta doce somente renasceria se a sua construção recebesse igual tratamento. Como resultado de muita pesquisa, ele conseguiu construir um quarteto de flautas doces e tocá–las com sua família num concerto histórico no festival Haslemere, em 1926.

 

Quarteto de flautas

 

A flauta doce popularizou–se pelos amadores entre as guerras, e sua produção em massa, subsequente na Inglaterra e Alemanha para uso nas escolas, foi livremente baseada no estilo de flauta doce barroca, e no modelo renascentista.

Algumas modificações foram feitas, e surgiu o chamado "dedilhado germânico", que facilitava o dedilhado de algumas notas, mas infelizmente, dificultava o de várias outras.

 

Em 1935, Edgar Hunt introduzia o ensino da flauta doce nas escolas primárias inglesas, e em 1937 foi fundada a "Society of record player". Aos poucos a flauta doce ressurgiria e os compositores começaram a escrever para o instrumento. Com o aumento do número de grande intérpretes, a flauta doce se tornou um instrumento de pesquisa sonora e técnicas alternativas de execução.